A Poeta

Era uma engenheira

Não de casa, rodovia, elétrica…

Mas de palavras, de rimas e métrica

Construía pontes, estradas, moradas

Não com cimento, areia e argila

Mas com fonemas, com letras e sílabas

Fez uma torre que caiu sem aviso

Não com desenhos precisos e com lógica

Mas com sonhos,  sorrisos e lágrimas

 

Obra registrada e todos os direitos reservados

Clique e role até o final pra comentar ou ler

3 comments on “A Poeta”

Bela e ” rica ” homenagem
a mulheres Poetas , repletas de sonhos, sorrisos e lágrimas.
LINDO POEMA!💭😊💦💙
AGRADECIDAS , POETA
AMITRANO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *