Casa de Mãe

Amitrano

Quando vou à casa de mãe

Não saio de lá tão cedo

Tem bolo, café, chocolate

Ate lamber os dedos

Quando vou à casa de mãe

Parece que o tempo para

Porque pai e mãe são assim

Bem mais que joia rara

Quando vou à casa de mãe

Mulher reclama de mim:

– ‘’Homem cadê você, que demora tanto assim?’’

– ‘’Tô aqui, tô aqui, tô aqui, saio, não

Quando for, vou deixar o coração’’

 

OBRA REGISTRADA E TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Clique e comente no final da página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *