Saudade Danada

Amitrano

Saudade danada
Saudade danada da danada
Saudade dá nada?
Saudade dá nada?
Saudade dá…
Saudade dá…
Saudade dana!
Saudade dana!
Saudade dana, dana, dana!
Saudade nada!
Saudade nada!
Saudade nada, nada, nada!
Saudade danada
Saudade danada de danada

Obra registrada e todos os direitos reservados

Clique e role até o final pra comentar ou ler

De Bem com a Poesia

Amitrano

Hoje acordei de bem com a poesia

Abri a janela e falei: “- Mais um dia, mais um dia!!!”

Que é menos um, eu sei, e por que não saberia?

Mas quero contar a vida sempre a mais…

Mais romance, mais amor, mais euforia…

Pensar na morte, só se for em outro dia.

Porque hoje, eu acordei de bem com a poesia…

 

OBRA REGISTRADA E TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Clique e role até o final para ler ou comentar

 

Obsessivo

Amitrano

Que posso dizer se sou assim?

Quando começo uma coisa, vou até o fim

E se quero uma outra

A tomo pra mim

Que posso dizer se sou assim?

O meu tempo é agora

Não há não, só há sim

E se não digo na hora

Espere por mim

Pois irei noite afora

Ruminando assim

Como um boi que demora

A engolir o capim

Que posso dizer se sou assim?

Compulsivo, dominador… Isso é bom ou ruim?

Se a vingança então

É saber que a obsessão

Se alimenta de mim

 

OBRA REGISTRADA E TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Clique e comente no final da página